Município de Águeda comemora 2 anos da classificação da Lagoa da Pateira de Fermentelos e vale dos rios Águeda e Cértima como SITIO RAMSAR

A Convenção de Ramsar – Convenção das Zonas Húmidas com Interesse Internacional para as Aves Aquáticas (Convention on Wetlands of International Importance Especially as Waterfowl Habitat”) foi assinada em 1971 na cidade iraniana de Ramsar. Trata-se do primeiro tratado global sobre conservação, assumindo assim um lugar de relevância no panorama internacional e histórico da proteção da natureza. A Convenção entrou em vigor em 1975 e conta atualmente com a adesão de 168 Países Contratantes, entre os quais Portugal.

.
No nosso país existem 31 Sítios Ramsar designados, entre eles a Lagoa da Pateira de Fermentelos e vale dos rios Águeda e Cértima, estando desta forma reconhecida quer a nível global quer a uma escala local, a multiplicidade de serviços e importância deste ecossistema. Estes serviços ecossistémicos, cada vez mais valorizados, são muito abrangentes e vão desde o contributo para a elevada biodiversidade local e global, à ação preventiva da erosão por parte das águas de cheias e marés, constituem uma importante fonte de alimento dada a sua elevada produtividade, contribuem positivamente na mitigação dos efeitos das alterações climáticas globais, sendo um dos serviços mais destacados e proporcionado por estes ecossistemas, a capacidade natural que estas zonas apresentam de filtrar substâncias nocivas e poluentes, colaborando na preservação da qualidade das reservas aquíferas superficiais e subterrâneas.

.
Reconhecendo estas mais-valias, a Autarquia tem procurado desenvolver ações e projetos que contribuam para o equilíbrio ambiental desta zona. Não obstante, torna-se também necessário mobilizar e sensibilizar as populações para a importância que as zonas húmidas assumem, de forma direta e indireta, no quotidiano das populações, e a responsabilidade que todos deverão assumir na sua preservação e valorização.

.
No presente ano de 2015 a Convenção de Ramsar propõe o tema “Zonas Húmidas para o nosso futuro”, visando sensibilizar a opinião pública para a necessidade de conhecer e proteger estes ecossistemas. Para assinalar o Dia Mundial das Zonas Húmidas em Portugal, terá lugar um programa de eventos diversificados, ao longo de vários dias, incluindo ações de voluntariado, visitas guiadas e percursos pedestres, sessões de observação de aves e de anilhagem, palestras, e exposições.

.
Deste programa destaca-se a exposição que abrirá ao público no próximo dia 6 de fevereiro, às 18h30, no Posto de Turismo de Águeda, e que decorrerá até dia 22 de março, com a colaboração do Museu da Ciência da Universidade de Coimbra, a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves e a contribuição de particulares nomeadamente de fotógrafos de natureza. Com esta ação, a primeira de várias acerca deste tema, procurar-se-á que os visitantes conheçam mais sobre os recursos naturais existentes no concelho, em particular a Pateira e algumas das espécies animais que ocorrem, bem como divulgar as atividades ligadas ao turismo da natureza e que podem desenvolver no concelho de Águeda.

.

Saiba mais em: http://www.cm-agueda.pt ou http://www.icnf.pt/portal/icnf/noticias/eventos/dia-ZH

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: