Município de Águeda lança Guia de Observação de Aves para promover Birdwatching na Pateira de Fermentelos

Guia_Aves_Pateira_01_1_725_999

A autarquia tem dinamizado diversas ações e projetos com vista ao desenvolvimento e promoção do turismo de natureza, bem como a preservação dos ecossistemas naturais existentes no Concelho, sendo esta mais uma importante iniciativa.

Nos últimos anos a autarquia tem desenvolvido várias ações e estratégias de desenvolvimento, promoção e divulgação das potencialidades das áreas naturais do concelho, que vão desde o aprofundamento do conhecimento sobre a biodiversidade à promoção da visitação destas áreas para diversos fins: educacional, lúdico-recreativa, desportiva, entre outros. É com este enquadramento que se destaca, com vista a promover e divulgar a biodiversidade e a prática de observação de aves na Lagoa da Pateira, a realização do “Guia de Birdwatching para a Pateira de Fermentelos”.

O Guia tem como objetivo coligir, estruturar e apresentar informações básicas acerca das espécies de aves ocorrentes (invernantes, estivais, residentes e migradoras), suas características, traços de identificação de cada espécie e ecossistemas que servem de refúgio e sustento às populações da avifauna presentes. Adicionalmente é ainda uma ferramenta fundamental na divulgação dos valores naturais existentes no território concelhio, com especial destaque para os valores de avifauna existentes nas Áreas Rede Natura 2000. Um apoio para principiantes e praticantes da observação de aves em áreas do concelho de Águeda, contribui para o desenvolvimento desta potencialidade turística, bem como para o desenvolvimento de iniciativas pedagógicas abordando esta matéria junto de diversos grupos da população.

Gil Nadais considera muito gratificante e motivador ter a sala cheia para a apresentação pública do “Guia de Observação de Aves para a Pateira de Fermentelos” e do “Protocolo para a Valorização e Promoção da Biodiversidade da Pateira de Fermentelos”. Para esta sessão pública contou-se com a presença do Diretor do Departamento da Conservação da Natureza e Florestas do Centro, Viriato Garcez, do Presidente da Direção Nacional da Quercus, João Filipe Fernandes Branco, que se fez acompanhar por Raul Silva também da Quercus, e Fernando Correia – ilustrador cientifico e representante da equipa técnica que elaborou o guia.

 

capa aves CMYK.jpg

JORNADAS INTERNACIONAIS DE TURISMO | 7 e 8 DE JULHO :: ÁGUEDA

ATT00001_1_725_999

Anualmente Águeda projeta-se para o mundo através do evento AgitÁgueda. Este é conhecido pela instalação dos guarda-chuvas coloridos, fazendo de cada rua um recanto único, onde se descobrem artistas e obras de arte urbana, que são já uma referência nacional e internacional. É com esta dinâmica que a Câmara Municipal organiza as Jornadas Internacionais de Turismo | Águeda 2017, que decorrerão de 7 a 8 de julho de 2017, no Centro de Artes de Águeda.

Nesta edição, serão promovidas sessões de networking e troca de experiências, entre projetos de relevância nacional e internacional, boas práticas na área do turismo e do marketing digital. Está confirmada a presença de diversos bloggers, agentes e comitivas, nomeadamente do Brasil, Cabo Verde, Espanha e Açores, estando reunidas as condições ideais para um evento de sucesso e promotor de novas oportunidades de negócios!

Participa nas Jornadas de Turismo mais coloridas de Portugal: Águeda, 7 e 8 de julho de 2017, e surpreende-te!

As inscrições são gratuitas, mas de caráter obrigatório para o email dv-as@cm-agueda.pt , até ao dia 04 de julho de 2017.

 

JET-10-WEB-01

JET-10-WEB-02

Programa

Semana do Ambiente & Sustentabilidade 2017

No âmbito da Semana do Ambiente e Sustentabilidade, a Câmara Municipal de Águeda vai dinamizar um conjunto de atividades que procuram mobilizar diversas entidades e cidadãos para uma cidadania mais ativa e interventiva, geradora de uma mudança positiva.

sem_amb4

sem_amb4_prog

Consulte o Programa Semana do Ambiente e Sustentabilidade 2017!

Casa do Ambiente de volta à EB de Valongo do Vouga

P1270140_1_725_999

 

No âmbito da comemoração do Dia da Terra e do programa Eco-Escolas, o Município de Águeda, em colaboração com a Casa do Ambiente da ERSUC, promoveu 16 sessões de sensibilização ambiental e educação para a sustentabilidade na Escola Básica de Valongo do Vouga.

A Casa do Ambiente esteve de dia 24 a 28 de abril na EB de Valongo do Vouga. Nas 16 sessões realizadas, 325 alunos do pré-escolar ao 5.º ano ficaram a conhecer todo o processo de gestão de resíduos, em particular o processo de separação, deposição e encaminhamento dos resíduos depositados nos ecopontos. Durante as sessões foram distribuídos aos alunos kits de reciclagem oferecidos pelo município, sensibilizando-os para a contribuição que podem e devem dar para o correto encaminhamento dos resíduos.
A Casa do Ambiente é uma estrutura móvel adaptada para sessões, que tem como finalidade sensibilizar as pessoas, particularmente os mais jovens, para a necessidade de aproveitar, reutilizar e reduzir a produção de resíduos urbanos, especialmente os recicláveis tais como cartão/papel, embalagens metálicas, plástico e vidro. A ideia é procurar contribuir para a defesa do ambiente e para o aumento da qualidade de vida, diminuindo o confinamento ou a destruição irreversível dos resíduos urbanos.

Águeda celebra o Dia da Terra com Caminhada da Sustentabilidade

semana_amb_suste_1_725_999

No dia 21 de abril, Águeda comemorou o Dia da Terra com uma caminhada sustentável pelas artérias da cidade, que envolveu 270 alunos da EB de Águeda/Chãs e da EB Fernando Caldeira.

A Caminhada da Sustentabilidade resulta de uma parceria entre o projeto Eco-Escolas do Agrupamento de Escolas de Águeda e o Município de Águeda. Desde 2009 que a autarquia promove e apoia a realização de diversas atividades que visam assinalar o Dia Mundial da Terra, que se celebra a 22 de abril, criado em 1970 pelo senador norte-americano Gaylord Nelson para protestar contra a poluição, depois do desastre petrolífero de Santa Bárbara, na Califórnia, em 1969.

Os alunos partiram das escolas para uma caminhada pela cidade rumo ao Largo do Município, onde o grupo, à semelhança de anos anteriores, se juntou simbolizando um “abraço ao Planeta”. Além da caminhada, os alunos expuseram cartazes alusivos aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU) e mensagem de sensibilização ambiental.

A iniciativa teve como objetivos divulgar a importância de andar a pé, enquanto mobilidade sustentável em meio urbano e alertar a comunidade de Águeda para os ODS. Também se inseriu no âmbito das Global Action Days, que visam dar a conhecer várias ações e projetos em prol do ambiente que as eco-escolas realizam no seu dia-a-dia, em especial as que têm mais intervenção na comunidade escolar e/ou envolvente.

Objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS)
Foram concluídas em agosto de 2015 as negociações que culminaram na adoção, em setembro, dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), por ocasião da Cúpula das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável. Processo iniciado em 2013, seguindo mandato emanado da Conferência Rio+20, os ODS deverão orientar as políticas nacionais e as atividades de cooperação internacional nos próximos quinze anos, sucedendo e atualizando os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM).

grafico_1_725_999

Objetivo 1 – Erradicar a pobreza
Objetivo 2 – Erradicar a fome
Objetivo 3 – Saúde de qualidade
Objetivo 4 – Educação de qualidade
Objetivo 5 – Igualdade de género
Objetivo 6 – Água potável e saneamento
Objetivo 7 – Energias Renováveis e Acessíveis
Objetivo 8 – Trabalho Digno e Crescimento Económico
Objetivo 9 – Indústria, inovação e infraestruturas
Objetivo 10 – Reduzir as desigualdades
Objetivo 11 – Cidades e comunidades sustentáveis
Objetivo 12- Produção e Consumo Sustentáveis
Objetivo 13 – Ação Climática
Objetivo 14 – Proteger a Vida Marinha
Objetivo 15 – Proteger a Vida Terrestre
Objetivo 13 – Ação Climática
Objetivo 14 – Proteger a Vida Marinha
Objetivo 15 – Proteger a Vida Terrestre
Objetivo 16 – Paz, Justiça e Instituições Eficazes
Objetivo 17 – Parcerias para a Implementação dos Objetivos

4ª Edição do Prémio Águeda 21 – Candidaturas até 31 de março de 2017

Candidaturas até 31 de março de 2017

 

EDIÇÃO 2017 DO PRÉMIO ÁGUEDA 21: A DESTACAR A EXCELÊNCIA E A PREMIAR A SUSTENTABILIDADE!

Desde 2011 que o Prémio Águeda 21 procura destacar a excelência e premiar a sustentabilidade, tendo já apoiado projetos cujo montante global ultrapassa os 500.000,00€.

PremioAgueda21Final

O Prémio ÁGUEDA 21 faz parte da Agenda 21 Local deste Município, na qual toda a comunidade é chamada a apresentar iniciativas e/ou projetos que contribuem positivamente para a concretização dos 10 Compromissos de Águeda pela Sustentabilidade.

Conforme refere Gil Nadais, Presidente da Câmara Municipal de Águeda, este prémio foi “criado para se tornar num estímulo à excelência e um reconhecimento das atividades da sociedade para a sustentabilidade do município de Águeda”, completa ainda “o desenvolvimento do nosso território depende de todos nós: instituições, empresas, cidadãos!”. Desde a sua primeira edição, 19 entidades submeteram projetos distintos mas com um denominador comum: a promoção do desenvolvimento sustentável da comunidade.

Até dia 31 de março, podem apresentar candidatura ao Prémio ÁGUEDA 21 cidadãos que moram e/ou trabalham e/ou estudam no Concelho de Águeda, bem como organizações, designadamente estabelecimentos de ensino, empresas, entidades privadas sem fins lucrativos, organizações não-governamentais, associações e autarquias. As candidaturas devem ser apresentadas, em formato digital, através do envio do formulário de candidatura devidamente preenchido e que se encontra disponível, tal como o regulamento, na página web do projeto https://agueda21.wordpress.com/premio/. Pode ainda consultar a versão impressa no GAM – Gabinete de Atendimento ao Munícipe da Câmara Municipal de Águeda.

Para esta edição do Prémio são elegíveis as iniciativas e/ou projetos que tenham sido iniciados a partir de 1 de janeiro de 2016. Os vencedores podem ganhar até 2.000,00€ na categoria Organizações, e até 500,00€ na categoria Famílias.

Participe! Águeda 21 somos todos nós!

Links disponíveis:

Regulamento Prémio ÁGUEDA 21

Formulário de Candidatura

Prémio Águeda 21

Folheto de divulgação

Carta de Compromisso Águeda

Águeda adere à Hora do Planeta 2017

HoraSi_mbolo_1_725_999

A “Hora do Planeta” é uma iniciativa global ambiental em parceria com a WWF que começou em 2007 em Sidney, na Austrália, quando 2,2 milhões de pessoas e mais de 2.000 empresas apagaram as luzes por uma hora numa tomada de posição contra as mudanças climáticas.

Em 2016 foram mais de 110 municípios que participaram nesta iniciativa, sendo hoje considerada como a maior campanha ambiental do mundo, mobilizando milhares de milhões de pessoas em mais de 8.000 cidades e vilas em 178 países e territórios incluindo Portugal.

Indivíduos, empresas, governos e comunidades são convidados a desligarem as suas luzes durante uma hora no sábado, dia 25 de março de 2017 às 20h30 para mostrarem o seu apoio à ação ambientalmente sustentável.

No âmbito da evolução da campanha “Hora do Planeta” e do conceito ‘faltam 60 noites para a Hora do Planeta’, o Município de Águeda compromete-se desligar por 60 minutos, durante a Hora do Planeta, e prolongando para o fim-de-semana, a iluminação exterior de edifícios municipais, em particular do edifício dos Paços do Concelho, Posto de Turismo e Piscinas Municipais, tratando-se de uma ação importante e simbólica, à qual o município adere devido às suas preocupações ambientais e de promoção da eficiência energética.

Gil Nadais, edil Aguedense, “convida ainda todos os cidadãos, empresas, entidades a simbolicamente aderirem a esta ação” mas também a “implementarem soluções e comportamentos que promovam uma maior poupança energética nas suas casas, instituições, empresas”.

Águeda e a eficiência energética

O Município de Águeda no âmbito dos compromissos de sustentabilidade assumidos, nomeadamente na área da eficiência energética, tem promovido algumas intervenções na rede de iluminação pública e em diversos edifícios municipais, de forma a melhorar a gestão destes, promover a eficiência energética e, como tal, obter reduções ao nível dos consumos energéticos. Com vista a contribuir para a redução da fatura energética de vários edifícios municipais, o Município de Águeda instalou recentemente mais 11 unidades de produção de energia para auto consumo (UPAC).

Com esta medida além de se obter uma redução do consumo energético e correspondente diminuição de custos com a fatura energética de cada edifício, obtêm-se igualmente reduções das emissões de CO2 e de outros gases de efeito de estufa, contribuindo desta forma para o cumprimento dos objetivos nacionais e internacionais em matéria de alterações climáticas.

Pensar global, agir local! Águeda 21, somos todos nós!

Saiba mais em: http://www.wwf.pt/o_que_fazemos/hora_do_planeta/

1