2012 – Ano da Energia Sustentável para Todos

As Nações Unidas declararam um ano dedicado à Energia

A Assembleia-Geral das Nações Unidas declarou 2012 o ano da Energia Sustentável para Todos. No âmbito dos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio, nomeadamente do seu objetivo 7. Garantir a sustentabilidade ambiental, o acesso a serviços actuais e modernos de energia a preços sustentáveis mostra-se essencial.

Neste âmbito, Águeda, através da adesão ao Pacto de Autarcas, compromete-se a trabalhar mais arduamente de forma a reduzir, até 2020, 20% as emissões de CO2, aumentar cerca de 20% a eficiência energética e em 20% o recurso a energias renováveis. Com o Plano de Ação para a Energia Sustentável, Águeda espera ultrapassar estas metas e reduzir 33% as emissões de CO2 até 2020.

Este Plano de Acção para a Energia Sustentável (PAES) de Águeda insere-se pois numa estratégia mais vasta de desenvolvimento económico, social e ambiental, devendo as suas acções também gerar benefícios económicos, atrair investimento externo e potenciar a comunicação de temas de sustentabilidade ambiental, tanto interna como externa.

O PAES inclui acções infraestruturais (i.e. que implicam alterações em infraestruturas, equipamentos ou processos) e acções comportamentais (i.e. que implicam alterações de comportamento nos munícipes, empresas e demais entidades da região), nas áreas da energia, transportes e resíduos. No total foram identificadas 20 acções (13 infraestruturais e 7 comportamentais), que se subdividem em cerca de 65 iniciativas específicas para cada um dos sectores do concelho (Doméstico, Agricultura, Indústria, Serviços e Município).

Todos têm um papel ativo para que se possam alcançar estas metas, sendo que o primeiro passo poderá ser: poupar energia, utilizá-la de forma eficiente e inteligente, para conseguir mais com menos:

– Redução da fatura de energia;

– Redução das emissões de GEE;

– Redução da dependência dos combustíveis fósseis;

– Contribuição para a proteção do meio ambiente;

– Diminuição da dependência energética de Portugal.

Ver mais:

Faça a sua auditoria energética!

Plano de Acção para a Energia Sustentável

Sustainable Energy for All

Anúncios

Projeto Rios

A Câmara Municipal de Águeda convida à adoção de um troço de rio ou ribeiro

A água é um elemento essencial à vida, desempenhando um papel fundamental nos ecossistemas, em particular no que diz respeito aos sistemas aquáticos e ribeirinhos. No entanto, o elevado crescimento demográfico, associado a práticas pouco sustentáveis na exploração dos recursos, tem colocado em causa o bom estado biofísico dos ecossistemas associados e, num caso extremo, a própria disponibilidade da água para consumo humano e dos demais seres vivos.

O Projeto Rios, procurando acompanhar os objectivos apresentados na Década da Educação das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, contribuir para a implementação da Carta da Terra e da Directiva Quadro da Água, enquadra-se ainda no âmbito de outras iniciativas que o Município de Águeda tem desenvolvido com vista à preservação dos recursos hídricos e, em particular do recurso natural Água, fomentando a participação social.

Compreendendo a importância desta iniciativa, a Eco-Escola EB 2/3 de Valongo do Vouga é a primeira escola de Águeda a adotar um troço de rio. Os alunos, professores e demais comunidade escolar e civil envolvidos no projeto disponibilizam-se a monitorizar um pequeno troço de 500 m do rio Marnel, contribuindo ativamente para a preservação do bom estado do mesmo, quer no que diz respeito à qualidade da água, da biodiversidade, da sensibilização da população para este importante recurso, como também enquanto vigilantes activos da Natureza.

O Município de Águeda, juntamente com o Projeto Rios, visa “unir pessoas e rios”.

 O Projeto Rios

O Projecte Rius foi lançado na Catalunha pela “Associación Habitats para Projecte RIUS Catalunya” em 1999.

O Projeto Rios chegou a Portugal em 2006 através da Associação de Professores de Geografia (APG), a Associação Portuguesa de Educação Ambiental (ASPEA), a Liga para a Protecção da Natureza (LPN) e a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP).

Actualmente, a ASPEA e a LPN são as entidades responsáveis pela coordenação do Projeto.

 O Projeto Rios em números

– 217 grupos inscritos de 77 municípios;

– total de 6 mil participantes e mais de 24 mil pessoas envolvidas;

– 228 monitores do Projecto Rios em 14 cursos de formação.

 Público-alvo

Todos podem participar, nomeadamente:

– Municípios; Empresas; Escolas (desde o ensino pré-escolar até à Universidade); ATL; Grupos de escuteiros; Associações/Grupos culturais, pescadores, agricultores, caçadores; Lares de 3ª idade; Grupo de amigos; Famílias; Grupos de pressão; População em geral.

 Prémio – Menção Honrosa nos Green Project Awards de 2009

Veja mais

Reis Magos mais ecológicos

ABARCA deu um uso original às tampinhas de plástico e construiu uma decoração de Natal mais sustentável

Numa ideia original a instituição construiu, a partir de tampinhas de plástico de várias cores, várias personagens do presépio de Natal, que fizeram uma decoração Natalícia original, numa rotunda da Zona Industrial de Barrô. Além da mensagem de Boas Festas subjacente, esta iniciativa ofereceu a todos quantos passaram por esta zona um colorido diferente e uma ideia de que todos podem fazer mais pelo planeta, pela redução da produção de resíduos mas, sobretudo pela valorização dos resíduos produzidos.

Uma ação enquadrada nos Compromissos de Águeda com a Sustentabilidade.

 

 

 

 

 

 

 

Autarquia levou Teatro de Fantoches às escolas

Cerca de 2100 crianças das EB1 e Jardins de Infância assistiram a teatro de fantoches

No âmbito de uma parceria com a Caixa de Crédito Agrícola, a Câmara Municipal de Águeda levou, entre 12 e 15 de Dezembro de 2011, o espectáculo de fantoches “O Natal, Pirilim pim pim…. A história não era bem assim …” a todos os Jardins de Infância (JI) e Escolas Básicas do 1.º Ciclo do Concelho.

Ver mais

 

Eu compro em Águeda

O Centro Comercial Virtual de Águeda

No âmbito do Programa Integrado de Regeneração Urbana da Cidade de Águeda, gerido pela Câmara Municipal de Águeda e em parceria com a ACOAG – Associação Comercial de Águeda, nasceu o projeto Centro Comercial Virtual de Águeda, lançado em Novembro de 2011, que procura sobretudo o reforço do posicionamento do comércio tradicional numa nova realidade virtual – o comércio eletrónico.

Numa versão ainda de teste, é agora também possível, “à distância de um clique”, consultar e encomendar produtos disponíveis no comércio aguedense.

Veja mais