Águeda comemora o Dia Mundial da Floresta Autóctone

1._725_999.jpg

Para assinalar esta data o Município desenvolveu diversas iniciativas que passaram desde sementeiras de bolotas à plantação de árvores e realização de palestras no concelho.

Dia 23 de novembro é o Dia Mundial da Floresta Autóctone. Este dia vem lembrar-nos da importância da preservação da floresta autóctone devido à sua importância na conservação da manutenção da fertilidade do espaço rural, assim como no equilíbrio biológico das paisagens e da diversidade dos recursos genéticos.

A Floresta Autóctone é aquela que é constituída por árvores de espécies originárias do nosso território como os carvalhos, sobreiros, azinheiras, castanheiros, medronheiros, etc, e que estão adaptadas ao nosso clima.

Neste âmbito, a Câmara Municipal de Águeda promoveu a sementeira de bolotas na Escola Básica de Valongo do Vouga, a plantação de árvores em diversas escolas do concelho e ainda uma sessão de sensibilização sobre “Floresta Autóctone” para cerca de 90 alunos da Escola Básica Fernando Caldeira.

2.99

Anúncios

IFRRU 2020 – CANDIDATURAS ABERTAS

iffru_1_725_999

O IFRRU 2020 é um instrumento financeiro destinado a apoiar investimentos em reabilitação urbana, que cobre todo o território nacional.
Num único pedido de financiamento, é apoiado, em condições mais favoráveis, o investimento na reabilitação urbana e na eficiência energética do imóvel a reabilitar, sem restrições na natureza da entidade que solicita o financiamento ou no uso a dar ao imóvel a reabilitar.

Mais informações em : http://www.portaldahabitacao.pt/opencms/export/sites/portal/pt/portal/reabilitacao/ifrru/documentos/Folheto_IFRRU2020.pdf

ou em http://www.portaldahabitacao.pt/pt/portal/reabilitacao/ifrru/

IFRRU 2020 – Vídeo Promocional

Águeda mais sustentável: Sensibilização para a poupança diária de água

feche-a-torneira_1_725_999.png

A Câmara Municipal de Águeda reconhece a importância da preservação e valorização da água! Numa época em que a disponibilidade de água para consumo doméstico e agrícola escasseia em algumas regiões do país, não é demais lembrar que a água deve ser inteligentemente gerida e não desperdiçada. Assim, e ao abrigo dos compromissos de sustentabilidade assumidos, bem como da campanha “Vamos fechar a torneira à seca”, o Município procura sensibilizar a população e diversas entidades para a poupança de água:

– Poupará entre 10 a 30 litros de água por dia se fechar a torneira enquanto escova os dentes ou se barbeia.
– Enquanto a água do duche aquece, aproveite para encher um balde que poderá utilizar mais tarde.
– Evite lavar o carro com a mangueira sempre aberta. Prefira o balde e a esponja, recorrendo à mangueira apenas para enxaguar a viatura.
– Assegure-se de que não tem fugas de água. Verifique regularmente a fatura da água e as tubagens de casa.
– Certifique-se de que fecha sempre as torneiras. Uma torneira a pingar pode representar um gasto de 30 litros por dia.

Adote hábitos de vida mais sustentáveis e aumente a poupança de água: “pequenas mudanças, grandes poupanças”. Saiba mais e encontre dicas de poupança em: http://www.fecheatorneira.pt.

Sabia que:
… 97% da água é salgada e encontra-se nos oceanos? E que apenas 0,6% corresponde a água doce (rios, lagos, águas subterrâneas)?
… Um minuto de torneira aberta representa um desperdício de cerca de 12 litros de água?
… Se cada português mantiver a torneira aberta desnecessariamente, durante um minuto, tal representa um desperdício de 120 milhões de litros de água?
… E 120 milhões de litros de água garantem as necessidades básicas diárias de 1 milhão de pessoas?

Saiba mais em: http://www.fecheatorneira.pt/

Escolas do Concelho recebem Galardão Eco-Escolas

Escolas_do_Concelho_recebem_Galard_o_Eco-Escolas_1_725_999

O Programa Eco-Escolas consiste num projeto educativo internacional promovido pela Organização Não Governamental Europeia “Fundação para a Educação Ambiental” (FEE), representada a nível nacional pela ABAE (Associação Bandeira Azul da Europa), destinando-se essencialmente a escolas do ensino básico, mas abrange todos os graus de ensino do pré-escolar às universidades.

Este Programa tem como principal objetivo incentivar e reconhecer boas práticas de gestão ambiental no espaço escolar, bem como a sensibilização e envolvimento de toda a comunidade, sendo o trabalho desenvolvido reconhecido pela ABAE através da atribuição de uma Bandeira Verde Eco-Escolas.

No ano letivo 2016/2017 foram galardoadas 5 escolas do concelho de Águeda neste projeto:

– EB de Águeda + Jardim de Infância

– Escola Básica de Valongo do Vouga (ex. EB 2,3 + EB1 de Arrancada do Vouga)

– Escola Básica Fernando Caldeira

– Escola EB1 de Macinhata do Vouga

– Escola Secundária de Adolfo Portela

Destas, já hastearam a Bandeira Verde, a Escola Básica de Águeda, a Escola Básica Fernando Caldeira e a Escola Secundária Adolfo Portela contando com a presença do Sr. Vice-Presidente, Dr. Edson Santos e da Sra. Vereadora da Educação, Dra. Elsa Corga. No próximo dia 22 de novembro será a vez da Escola Básica de Valongo do Vouga e da Escola Básica 1 de Macinhata do Vouga.

Neste sentido, e enquadrado na estratégia de desenvolvimento sustentável, o Município tem apoiado o desenvolvimento de diversas iniciativas nas escolas que aderem a este programa como:

– Apoio à realização de visitas de estudo;

– Acompanhamento e dinamização de atividades nos dias temáticos (Dia da Terra, Semana do Ambiente e Sustentabilidade, Semana Europeia para a Prevenção e Produção de Resíduos, Dia Europeu sem Carros, Semana Europeia da Mobilidade, entre outros propostos pelas escolas);

– Apoio no desenvolvimento de hortas pedagógicas;

– Difusão e promoção dos trabalhos realizados na comunicação social;

– Entre outras.

ClairCity: O Papel dos Cidadãos na Redução da Poluição Atmosférica nas Cidades

O projeto ClairCity (www.claircity.eu) é um grande projeto europeu que pretende envolver os cidadãos no desenvolvimento futuro das suas cidades, e no qual o Município de Águeda participa através da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro, um dos 16 parceiros do referido projeto.

A resposta a um questionário online, constitui uma das atividades de envolvimento e auscultação da população local.
No final desse questionário, poderá deixar os seus contactos caso queira participar numa segunda fase do estudo. Será ainda convidado para um workshop a realizar nos próximos meses.

Este estudo pretende conhecer o que pensa da sua cidade e como gostaria de vê-la melhorar no futuro. Pretendemos também saber como se desloca na cidade, como aquece a sua casa, se e como gostaria de mudar essas atividades.

Convidamo-lo(a) a preencher este questionário, que demorará cerca de 5-10 minutos a completar, disponibilizado através do seguinte link: https://uwe.eu.qualtrics.com/jfe/form/SV_eVaWvB5KIOA2kKN

Obrigado pela sua participação.

 

claircity-v3_1_725_999

Águeda distinguida em Programa Europeu pela Estratégia de Participação Pública

URBACT_PresidGN_3Outubro2017_1_725_999

Distinção foi entregue em Tallinn no Festival Internacional de Cidades URBACT, em que Águeda apresentou ao longo de três dias o “Orçamento Participativo de Águeda (OP-Águeda)”, como um processo transversal a toda a atividade autárquica, onde as tecnologias coabitam com espaços de participação presencial, de modo a incluir pessoas com mais de 16 anos naturais ou residentes no concelho, bem como estudantes, na definição dos investimentos considerados prioritários.

Ao longo de três dias, a capital da Estónia recebeu o Festival Internacional de Cidades do programa europeu URBACT que juntou mais de 497 cidades de 29 países de toda a europa. A delegação aguedense foi chefiada pelo Presidente da Câmara Municipal de Águeda, Gil Nadais e composta ainda pela coordenadora do Orçamento Participativo de Águeda, Daniela Herculano e o Técnico Superior de Comunicação, Luís Arruda.

Na cerimónia de entrega de prémios que decorreu no Tallinn Creative Hub – Kultuurikatel, Águeda recebeu a distinção pelo seu projeto no âmbito da Participação Pública, que já havia sido premiado em 2016, como a Melhor Prática Participativa Nacional, da Rede de Autarquias Participativas.

O Presidente da Câmara Municipal de Águeda, Gil Nadais, aproveitou a ocasião para afirmar a circunstância de “mais um momento feliz para Águeda e para toda a equipa do Orçamento Participativo” e que vem “premiar o trabalho que temos desenvolvido ao longo dos últimos anos na área da Participação Pública, envolvendo os cidadãos nas atividades da autarquia e na definição do seu orçamento”.

O OP-Águeda vai na sua 3.ª edição, revelando-se um processo que abrange toda a atividade do governo local. A Comissão do OP é composta por todos os Chefes de Divisão e Unidades Técnicas e um membro da Assembleia Municipal, sob a coordenação do Presidente da Câmara. Cada edição do OP-Águeda, dois ciclos, com a duração de 1 ano: o ciclo de definição orçamental e o ciclo de execução orçamental. As propostas recebidas, pela internet ou através de sessões participativas, são digitalizadas e inseridas numa aplicação informática. Este processo pode ser feito em casa pelo proponente, usando os serviços web disponíveis (website ou APP).

Uma avaliação dos impactos dos dois anos de OP-Águeda conclui que os cidadãos estão particularmente preocupados com os seguintes temas: meio ambiente, turismo, desporto, urbanismo e educação. É importante ressalvar que aproximadamente 80% dos projetos não faziam inicialmente parte das opções do Município do Plano de Desenvolvimento Estratégico para 2013-2017.

Águeda deu a conhecer ainda, durante os três dias do Festival, a “Boa Prática” distinguida nas várias sessões de apresentação que tiveram lugar em Tallinn, aproveitando igualmente para mostrar o caminho que o concelho tem feito no âmbito da Modernização Administrativa, Transparência e Confiança do/no cidadão.

O programa URBACT permite às cidades trabalharem em conjunto para o desenvolvimento de soluções sustentáveis para os principais desafios urbanos, partilhar experiências, numa lógica de gestão urbana integrada, através do estabelecimento de redes de transferência de boas práticas e partilha de conhecimento. O URBACT, criado em 2002, é financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e os seus parceiros, bem como os estados membros da União Europeia.

Quercus promove ação de voluntariado no Projeto Cabeço Santo

QuercusCabecoSantoOutubro_1_725_999

No dia 14 de outubro, a Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza promove mais uma ação de voluntariado no Projeto Cabeço Santo, em Belazaima do Chão, Águeda, projeto este que conta com o apoio da Câmara Municipal de Águeda.

Os voluntários poderão dedicar-se à apanha de bolota, à rega de árvores e ao arranque e descasque de acácias.

Esta será mais uma oportunidade para conhecer o Projeto e ajudar a recuperar o Caramulo. Com esta ação pretende-se promover nos voluntários o gosto pela floresta, através da tomada de consciência do papel ativo que podem ter na reflorestação das áreas ardidas e invadidas por plantas invasoras.

Os voluntários podem inscrever-se através do e-mail cabecosanto@quercus.pt, ou através do n.º 966551372.

A organização oferece o almoço e o lanche.