Eco-Escolas: Rota pela Floresta de 20 a 27 de abril

rota_floresta_v2_1_1024_2500

A “Rota pela Floresta”, que integra o projeto “Do CO2 ao O2“, é uma iniciativa da Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) proposta aos Municípios que integram a rede ECOXXI. Pretende-se constituir numa ação catalisadora de sinergias entre as escolas e o Município com o principal objetivo de agir pela proteção dos ecossistemas existentes no município, com particular enfoque na floresta.

Rota pela Floresta

Visita ao Cabeço Santo – 20 de abril – identificar espécies autóctones e invasoras, assistir à demonstração de técnicas de controlo e plantação de árvores. Por fim, realizam uma visita ao bosque – atividade dinamizada com a QUERCUS

Escola Secundária Adolfo Portela

Escola Básica Fernando Caldeira

Escola Secundária Marques de Castilho

Trilho das Levadas – 24 de abril – conhecer melhor a flora da área e identificar diversas espécies, bem como realizar uma plantação simbólica e efetuar o descasque de acácias – EB de Valongo do Vouga – atividade dinamizada com o apoio da JF de Valongo do Vouga e QUERCUS

EB Trofa – 26 de abril – aprender a distinguir as espécies autóctones e exóticas e fazer bolas de sementes – atividade dinamizada com a QUERCUS

EB Macinhata do Vouga – 27 de abril – aprender a distinguir as espécies autóctones e exóticas e fazer bolas de sementes – atividade dinamizada com a QUERCUS

Anúncios

Encontrados os 19 Projetos Finalistas do OP-Águeda

op_agueda_1_1024_2500

No passado dia 3 de abril, foi aprovada a lista final de projetos a incluir no OP-Águeda 2017/2018.

Tendo em consideração o parecer dos serviços municipais sobre o teor das reclamações, o executivo municipal deliberou o deferimento de 4 reclamações – Empedramento e Arranjo de Passeios na Rua do Parque; Trilho dos Moinhos; Parque Radical no Centro da Vila em Aguada de Cima; Requalificação do Largo do Carvalho em Fermentões – que irão juntar-se aos projetos que já haviam sido considerados elegíveis ao abrigo do Regulamento do Orçamento Participativo de Águeda, perfazendo um total de 19 propostas a votação.

A votação iniciar-se-á ainda durante o mês de abril, com cada cidadão – com 16 ou mais anos, natural e/ou residente no concelho de Águeda, bem como os que estão afetos por razões académicas – a terem direito as 2 votos, que pode usar presencialmente ou através da internet (http://orcamentoparticipativo.cm-agueda.pt), tendo apenas a obrigatoriedade de votar em projetos distintos e de freguesias diferentes.

Esta obrigatoriedade prende-se com o facto do OP-Águeda ser de âmbito municipal e de estimular os participantes a terem uma visão global das propostas para o concelho, identificando as que consideram prioritárias.

O Edital com os projetos finalistas e os fundamentos de exclusão pode ser consultado aqui.

Ambiente e Sustentabilidade :: Câmara e Eco-Escolas do Concelho de Águeda mobilizaram-se pela Floresta

1.jpeg

No âmbito da comemoração do Dia Mundial da Floresta e Dia Mundial da Árvore, foram dinamizadas algumas atividades nas Eco-Escolas do Concelho com o propósito de alertar a comunidade escolar para a importância da preservação da natureza e contribuir para a criação de uma consciência de responsabilidade cívica.

O início da primavera ficou marcado pela realização de várias iniciativas promovidas pelos professores e alunos do programa Eco-Escolas.

A Escola Secundária Marques de Castilho assinalou a data com a campanha “Respeitar a Floresta é prolongar as nossas vidas”, dinamizando atividades tais como: plantação de um sobreiro na escola, sementeira de espécies florestais e autóctones e por último, uma palestra sob o tema “A problemática dos incêndios florestais” que contou com a participação do ICNF, Bombeiros, Câmara Municipal de Águeda, Núcleo de Proteção Ambiental da GNR, Viveirista e Professores.

Já na Escola Secundária Adolfo Portela, depois de uma palestra dinamizada pelo Dr. António Mascarenhas da Proteção Civil, realizou-se a plantação de dois amieiros e dois medronheiros, no espaço verde da escola e ofereceram-se árvores a toda a comunidade escolar. Por sua vez, a Escola Básica de Macinhata do Vouga, optou por plantações diversas e pela criação de espaços decorativos com flores, como forma de assinalar a data, tendo proporcionado aos alunos um dia repleto de experiências.

A Escola Básica de Valongo do Vouga comemorou a data com a plantação de duas espécies autóctones e com uma palestra dinamizada pelo Núcleo de Proteção Ambiental da GNR. Por último, na Escola Básica Fernando Caldeira, as crianças assinalaram a importância do Dia Mundial da Floresta e Dia Mundial da Árvore com a colocação de ninhos nas árvores.

Numa nota de agradecimento a todas as entidades envolvidas nestas ações, o Vice-Presidente da Câmara Municipal de Águeda, Edson Santos, refere: “A proteção e a sustentabilidade da Floresta depende da atitude proativa de cada um de nós e nesse sentido, é essencial cultivar e fomentar uma atitude cívica de respeito pelo meio ambiente, através do envolvimento dos alunos, professores, agentes e comunidades locais em iniciativas desta natureza. Reitera ainda que a Câmara municipal está atenta ao tema e procura ao longo de todo o ano dinamizar ações e projetos que protegem e valorizem a nossa floresta.”

Proteja o Futuro, proteja a nossa Floresta!

 

2.jpeg

3

ClairCity – Convite à participação na 3.ª Ronda do Exercício DELPHI

claircity.png

ClairCity: O Papel dos Cidadãos na Redução da Poluição Atmosférica nas Cidades

claircity_1_725_999

Quer ser parte ativa na decisão sobre em que cidade viveremos no futuro? Se tem mais de 16 anos e reside ou trabalha na Região de Aveiro, convidamo-lo(a) a preencher este questionário. Ao participar estará a contribuir para o maior observatório europeu sobre esta matéria.

O questionário demorará cerca de 10-15 minutos a completar e encontra-se disponível, até dia 20 de fevereiro de 2018, no link: https://uwe.eu.qualtrics.com/jfe/form/SV_8ldBH9F5j834pVz

O ClairCity é um projeto Europeu que pretende envolver os cidadãos no desenvolvimento das suas cidades e/ou regiões do futuro. Este questionário constitui uma das atividades de envolvimento e auscultação da população local, pretendendo conhecer melhor o estilo de vida dos cidadãos na Região de Aveiro e como gostariam de o melhorar. Este questionário surge na sequência do questionário anterior da Ronda 1. Se não preencheu ao questionário da Ronda anterior, continua a poder responder a este questionário.

 

Contamos com a sua participação e divulgação por familiares, colegas e amigos.

A Universidade de Aveiro, a Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro e toda a equipa ClairCity agradecem!

Região de Aveiro: constituída pelos municípios de Águeda, Albergaria-a-Velha, Anadia, Aveiro, Estarreja, Ílhavo, Murtosa, Oliveira do Bairro, Ovar, Sever do Vouga e Vagos.

Dia Mundial das Zonas Húmidas:: 2 de fevereiro

O Dia Mundial das Zonas Húmidas comemora-se internacionalmente no dia 2 de fevereiro, assinalando a data da assinatura da “Convenção de Ramsar”, com o objetivo de incentivar à conservação e ao uso sustentável das zonas húmidas.

Em 2018, a Convenção de Ramsar propõe o tema “Zonas Húmidas Urbanas tornam as cidades mais habitáveis”, relembrando a sociedade para o aumento da consciência sobre o papel e o contributo das zonas húmidas de forma a tornarem o ambiente das cidades sustentável, envolvendo decisores políticos, urbanistas e cidadãos na conservação zonas húmidas.

O Município de Águeda promoveu a classificação da Lagoa da Pateira de Fermentelos e vale dos rios Águeda e Cértima como Zona Húmida de Importância Internacional, reconhecimento validado pela Convenção de Ramsar em 2012. Esta área é também classificada como Rede Natura 2000, estando integrada no Sítio de Interesse Comunitário (SIC) | Zona de Proteção especial (ZPE) da Ria de Aveiro.

1_DMZH2018_Cartaz geral

Materiais de apoio à comemoração 2018:

 

Quercus promove plantação de árvores em Águeda

No próximo sábado, dia 3 de fevereiro, a Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza promove mais uma ação de plantação de árvores no Projeto Cabeço Santo, em Belazaima do Chão, Águeda.

O Projeto Cabeço Santo iniciou-se em 2006, um ano após o catastrófico incêndio que deixou o Cabeço Santo em cinzas. O seu objetivo principal é a criação de um mosaico de áreas de conservação numa zona intensamente utilizada para o cultivo florestal de uma espécie exótica: o eucalipto. Foi motivado inicialmente pela tentativa de evitar que as áreas de habitat ripícola fossem alvo da expansão de espécies infestantes. No entanto, os horizontes do Projeto foram rapidamente alargados para incluir áreas até aí sujeitas a exploração florestal intensiva. Este é um projeto único em Portugal, com uma área de intervenção de 100 hectares e conta com a parceria da Câmara Municipal de Águeda.

Esta ação marca o início das plantações do mês de fevereiro. Os voluntários poderão plantar diversas espécies de árvores e arbustos autóctones. Esta iniciativa será mais uma oportunidade para conhecer o Projeto e ajudar a recuperar a floresta da região.

Com esta ação pretende-se promover nos voluntários o gosto pela floresta, através da tomada de consciência do papel ativo que podem ter na reflorestação das áreas ardidas e invadidas por plantas invasoras.

Os interessados podem inscrever-se pelo e-mail cabecosanto@quercus.pt, ou através do n.º 966551372.

A organização oferece o almoço e o lanche.

Para mais informações, contactar:

Eng.º Paulo Domingues, Coordenador do Projeto Cabeço Santo

968750155 | cabecosanto@quercus.pt | https://www.facebook.com/QuercusAveiro/